O que é e Como Funciona a Coleta Seletiva

O que é e Como Funciona a Coleta Seletiva

Durante a vida, uma pessoa produz cerca de 600 vezes mais lixo do que seu peso, o suficiente para encher alguns caminhões.

O problema é que nosso planeta está superlotado e, fazendo disso um pouco de exercício de imaginação, podemos entender o que está acontecendo globalmente em termos de resíduos.

Além disso, todos os recursos são limitados e assim que os usamos, é muito difícil conseguir mais.

O que é coleta seletiva?

É esse processo que se realiza na reciclagem e que consiste na separação, seleção ou recolha dos resíduos sólidos urbanos nas diferentes embalagens a reciclar.

O objetivo da coleta de lixo é realizar a separação dos resíduos, sendo depositados em seus respectivos recipientes para serem coletados, reciclados e minimizar o volume dos mesmos destinados a aterros sanitários em prol da preservação do meio ambiente.

Por que a reciclagem é importante?

Reciclar não é um modismo ou tendência, mas é um problema que todos temos que contribuir para resolvê-lo, tanto de pessoas físicas como de empresas. O impacto dos resíduos na saúde humana e no meio ambiente é muito alto.

Quando os resíduos se misturam no lixo e são queimados, muitas substâncias poluentes e perigosas são lançadas na atmosfera.

Grande parte desses resíduos poderia ser transformada em outros objetos úteis, reduzindo assim o grau de poluição e permitindo que os recursos naturais cada vez menos sejam regenerados ao longo do tempo.

Então, se todos nós ficarmos cientes da gravidade desse problema, poderemos perceber a importância da reciclagem e porque é bom que algumas coisas sejam reaproveitadas de uma nova forma.

Por outro lado, as empresas são as maiores produtoras de resíduos e são as que devem introduzir a reciclagem em suas políticas como regra obrigatória, da qual não devem se desviar.

A etapa mais importante é a coleta seletiva em latas de lixo ou caixas organizadas por cor, adequado para coleta seletiva. A partir daí outras medidas de gestão para reduzir o consumo excessivo de papel, pilhas, plástico e outros são absolutamente necessárias.

Cores da coleta seletiva.

A classificação da coleta seletiva é feita através de recipientes classificados nas cores:

  • Azul: papelão/papel;
  • Vermelho: plástico;
  • Verde: vidro;
  • Amarelo: metal;
  • Preto: madeira;
  • Laranja: resíduos perigosos (como pilhas e baterias);
  • Branco: resíduos de hospitais e serviço de saúde;
  • Roxo: lixo radioativo;
  • Marrom: lixo orgânico;
  • Cinza: lixo não reciclável, contaminado ou cuja separação não é possível.

Contudo, no Brasil os recipientes mais utilizados em empresas, escolas e diversos outros lugares que trafegam muitas pessoas são o amarelo, verde, vermelho e o azul.

No recipiente amarelo, você pode depositar objetos como latinhas de refrigerante/cerveja, molduras de metal, esquadrias e qualquer outro objeto feito de metal.

O verde, por sua vez, é usado para o descarte de vidros em geral, como frascos, garrafas, vidros de perfume, vidros de conserva, espelho etc.

O vermelho é o mais comum, onde é usado para alocar tudo o que envolve plástico como garrafas pet, produtos de limpeza, pacotes de salgadinho, sacolas, saquinhos de suco e outras embalagens.

E claro o azul, que comporta embalagens de papel ou papelão como jornais, caixas de supermercado, impressos em geral, dentre outros papéis ou papelão.

Que materiais podem ser reciclados?

Cerca de metade dos detritos da cozinha ou do jardim podem ser transformados em composto que pode ser usado mais tarde como fertilizante no jardim.

Desta forma, permitimos que materiais naturais, cheios de nutrientes, ajudem as plantas a crescer.

  • Papel e papelão são materiais fáceis de reciclar. Jornais, papéis de escritório, envelopes com cartas, caixas podem ser rapidamente transformados em outros objetos úteis ou mesmo para a impressão de livros ou jornais.
  • Principalmente, o metal que jogamos vem de doses de bebidas, latas e vários outros recipientes. Esses materiais são valiosos para reciclagem porque a busca por recursos de alumínio é um processo extremamente prejudicial, caro e de alto consumo de energia.
  • A madeira, um recurso extremamente versátil, ajuda a transformar objetos antigos em objetos úteis, como pisos de madeira, móveis ou construções.
  • A vidraria é um dos itens mais fáceis de reciclar. Pode ser derretido inúmeras vezes e transformado repetidamente em garrafas, potes e outros objetos.
  • O plástico é talvez o mais prejudicial ao meio ambiente e, por isso, hoje em dia a ciência está tentando substituí-lo por outros materiais ecológicos. Não é biodegradável e afeta diretamente o planeta. Sem contar que ele flutua nas águas dos mares e oceanos, afetando a flora e a fauna. Os objetos de plástico não se degradam nem em 500 anos, o que acarreta em muitos problemas.

Por fim, os benefícios da coleta seletiva de lixo são: redução do volume de água e energia, redução do volume de lixo que vai para aterros, redução do consumo de matéria-prima.

Além disso, ele reduz a pegada de carbono, aumenta a geração de riquezas, faz uma redução da poluição atmosférica e muitos outros benefícios.

Sem contar que a coleta adequada também reduz doenças, aumenta o cuidado com o meio ambiente, o desenvolvimento sustentável e uma melhor qualidade de vida para todos.

Se você gostou das dicas, então compartilhe para que mais pessoas conheçam sobre o assunto.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carrinho de compras
0
Would love your thoughts, please comment.x
× Dúvidas?