Meio ambiente como separar adequadamente luvas e máscaras da covid

Meio ambiente: como separar adequadamente luvas e máscaras da covid

Reciclar significa preservar os recursos naturais e evitar o desperdício. O processo começa com o descarte de todos os resíduos do nosso dia a dia, o que também incluem máscaras e luvas, que são cada vez mais usados. Mas, para muitos, a classificação não é fácil: a proliferação de logotipos e instruções perturba as boas intenções.

Separar o lixo às vezes pode ser uma dor de cabeça: aqui estão algumas maneiras de reciclar melhor o seu equipamento de proteção individual.

Tornou-se uma rotina para muitas famílias: separar o lixo. No entanto, as várias instruções causam confusão nas mentes, mesmo nas mais bem-intencionadas, principalmente sobre o descarte de luvas e máscaras de proteção. Aqui estão algumas dicas para classificar melhor seus resíduos.

Para reciclar bem, você deve começar olhando para as latas de lixo com um pouco mais de atenção do que o normal. As suas cores podem ajudar-nos a encontrar o nosso caminho: o lixo verde são para galhos de árvore? O de papel, papelão ou plástico é azul ou amarelo? Qual é a diferença entre cinza e marrom?

A separação de resíduos para reciclagem muitas vezes se transforma em um quebra-cabeça porque as instruções não são as mesmas em todos os países, dependendo dos setores e operadoras. As cores devem, no entanto, possuir algumas regras já bem aceitas.

Diferencie logotipos

Nem todos os logotipos nos produtos são autoexplicativos. Os logotipos podem ser agrupados em 3 categorias: primeiro encontramos os incentivos, aqueles que nos convidam a boas práticas, a começar pela fita Moebius (as 3 setas verdes), que desde a década de 1970 indica produtos potencialmente recicláveis.

Existem também logotipos explicativos. As instruções de classificação diferenciam a parte de um mesmo todo, como por exemplo um pote de iogurte e sua tampa. Para alumínio, vidro ou aço, os pictogramas são mais simples e às vezes acompanhados de uma palavra.

Finalmente, as setas triangulares envolvendo um número, se não significam nada para o público em geral, permitem que os classificadores separem os diferentes plásticos.

E como a triagem está na moda, há também os logotipos promocionais: o Tidy Man que não dá nenhuma indicação, mas o convida a usar uma lata de lixo em vez de jogar esse lixo na rua. A lixeira riscada não proíbe o lançamento de um produto, mas lembra que esses produtos devem ser objeto de uma coleta específica, muitas vezes é resíduo de equipamento elétrico ou eletrônico.

O logotipo azul do tijolo para alimentos feito de papelão FSC indica que ele é 100% reciclável; e o célebre Ponto Verde, que desde 1992 significa que a empresa paga uma contribuição para a Citéo, entidade responsável pela gestão da triagem e da reciclagem.

Separar é bom, classificar bem é melhor!

Você está, portanto, um pouco melhor equipado para separar seus resíduos, mas outra ferramenta pode ajudá-lo: as instruções de separação da secretaria de Meio Ambiente da sua cidade.

Porque os materiais mal separados são caros: eles precisam ser coletados e enviados para o centro de processamento e, finalmente, retirados do fluxo, o que muitas vezes requer intervenção manual. Por fim, parte dela deve ser transportada uma segunda vez para um aterro, caso não possa ser reciclada. Por isso, muitos departamentos de meio ambientes possuem campanhas voltadas a conscientização.

Descarte de lenços, máscaras e luvas com segurança

Saco de lixo separado: em primeiro lugar, você deve colocar seus lenços, máscara ou luvas usadas ​​em um saco de lixo resistente e dedicado com um sistema de fechamento funcional.
Isole por 24 horas: quando a bolsa estiver cheia, feche e isole por 24 horas.
Descarte no saco de lixo: após 24 horas, deve ser jogado no saco de lixo. Isso pode então ser jogado no recipiente comum. Este saco não deve ser jogado na lixeira amarela reciclável.

Por que hoje criamos mais lixo?

Ainda praticado na década de 1980, a deposição do vidro desapareceu com o surgimento das embalagens descartáveis ​​de plástico ou papelão. No entanto, todos esses materiais são, se não recicláveis, pelo menos reutilizáveis. O vidro pode ser refundido sem limites (exceto para perder sua transparência devido à mistura com outras cores), o papelão pode se transformar em papelão ou papel novamente, o plástico também entra em uma economia circular. Mas quando se trata de refeições para viagem ou do interesse do consumidor no atacado, poucas vezes pensamos nesse ponto.

Com a pandemia, existe uma nova demanda gigante de lixo para ser processada – a de luvas de proteção e máscaras. Por isso, utilize o método acima, para diminuir os efeitos negativos no meio ambiente.

4 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carrinho de compras
0
Would love your thoughts, please comment.x
× Dúvidas?