Foco no uso do saco de lixo biodegradável

– Foco no uso do saco de lixo biodegradável

A utilização do saco de lixo biodegradável é imprescindível como um comportamento responsável perante o meio ambiente. As imagens dos oceanos inundados com sacolas plásticas e sua devastação sobre a fauna marinha há já algum tempo alertam a opinião pública.

Mas é suficiente usar essas sacolas para eliminar o problema das sacolas plásticas? Quanto aos processos de fabricação atuais, eles estão realmente desenvolvidos? Vamos saber mais sobre o assunto.

Diferentes tipos de sacos de lixo biodegradáveis

A sacola plástica foi reformulada com a adoção de novos processos de fabricação com o objetivo de torná-la menos nociva quando ficar fora de uso. Mas os benefícios de um saco de lixo biodegradável ainda variam dependendo do processo de fabricação usado.

O saco de fécula de batata

Certamente aquele que oferece o melhor desempenho, pois tem a propriedade de se biodegradar em 180 dias. Sob a ação da decomposição na terra e nos microrganismos, teria a propriedade de se dissolver para não deixar vestígios. O amido de batata, originalmente destinado às indústrias têxteis e às golas engomadas, agora faz parte dos agro materiais encontrados nos bioplásticos, mas também nos materiais de construção e isolamento.

A bolsa oxibiodegradável

Essa sacola de lixo biodegradável, também chamada de sacola “oxo-fragmentável”, é feita de plástico convencional, ao qual é adicionado um aditivo que a ajudará a se decompor em micropartículas.

O prefixo “oxo” significa que, para se degradar, o material precisa de oxigênio. No entanto, não se degrada completamente, porque ainda deixa algumas micropartículas. A vantagem desse saco é que ele não se transformará em lixo inteiro, sujeito, principalmente, a ser comido por animais marinhos.

O saco compostável.

É erroneamente assimilado ao saco de lixo biodegradável, mas não tem a mesma finalidade. Pode ser feito de diferentes materiais, como papel ou amido transformado em resina, mas deve se decompor na mesma velocidade que as plantas.

Este tipo de sacola deve ter um padrão ambiental e ser certificado por um órgão independente. Segundo essa norma, sua degradação deve chegar a 90% em 6 meses. Uma sacola de lixo biodegradável não deve ser confundida com uma sacola compostável, pois seus aditivos químicos podem contaminar o composto e afetar sua qualidade.

Na verdade, você deve saber que um saco de lixo de polietileno convencional facilita o processo de combustão. Libera muito calor e atua como combustível na eliminação de resíduos. Considera-se que a combustão de produtos plásticos evita a utilização de combustíveis adicionais, como o petróleo, e permite a combustão controlada.

Porém, o saco de lixo biodegradável não queima bem e não desempenha esse papel de contribuição durante a combustão. O polietileno em sacos de lixo padrão também é reciclável. Portanto, os esforços para fazer sacolas mais ecologicamente corretas podem ser frustrados por decisões tomadas por autoridades públicas.

Nem devemos nos apressar em nos sentir culpados pelas toneladas de lixo plástico que se espalham pela superfície do globo. Estudos sérios comprovaram que esses resíduos não provêm, ou muito pouco, de países como o Brasil, que dispõe de meios financeiros para realizar o tratamento de seus resíduos, sobretudo como uma alternativa de renda paralela para as populações mais carentes.

As sacolas plásticas que acabam no mar vêm de países da África e da Ásia onde não existem tais programas. Em alguns países como a Índia, os resíduos são transportados por grandes rios como o Rio Ganges, o que acelera a poluição dos oceanos. Infelizmente, a sacola plástica biodegradável custa muito mais para produzir e esses países não costumam pagar o custo.

Não devemos esquecer também todos os comportamentos alternativos que se desenvolvem em torno da preservação do planeta.

O mais importante é consumir menos e nos estimular a recuperar todas as nossas embalagens, principalmente os sacos de lixo. Assim, ao lado da sacola de lixo biodegradável, a sacola plástica reciclada também ganha certa popularidade. Um dos conselhos mais sábios a seguir é, naturalmente, reduzir nosso desperdício. Por que não mudar também para produtos a granel? A forma mais segura de reduzir a quantidade de tudo o que deitamos fora todos os anos!

O fim dos sacos plásticos de lixo não irá acontecer amanhã. Materiais novos e mais ecológicos e sacolas plásticas recicladas são certamente as soluções do futuro. Os cientistas também estão trabalhando em novas soluções, pois o tratamento de resíduos plásticos representa, como um todo, um vasto problema ecológico.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carrinho de compras
0
Would love your thoughts, please comment.x
× Dúvidas?